Arte ,

Sobre algumas faces da poesia fatimense

sábado, janeiro 14, 2017 João Paulo Andrade Nascimento 0 Comentários



Há algumas semanas atrás mostramos aqui alguns relatos sobre uma das paisagens mais ricas da pacata e caótica Fátima. Mas essa cidade não possui só belezas naturais, lá também existem muitos artistas de qualidade que agregam valor ao local. Hoje, o Emtelequitoas tem o orgulho de apresentar alguns dos mais notórios poetas desse município, bem como uma nova geração de talentos que também produz excelentes trabalhos.

A guarda clássica da poesia Fatimense:    

A classificação "guarda clássica" se deve pelo fato de que os três escritores citados abaixo já possuem vasta experiência com poesias, além de terem obras poéticas publicadas e de representarem um incentivo para as gerações recentes, uma vez que divulgam com frequência parte do seu trabalho em redes sociais como o facebook. Geralmente suas poesias abordam temáticas sociais, exaltações estéticas, sentimentos pessoais ou coletivos e etc.

1-      Douglas Alves

...

José Douglas Alves dos Santos é pedagogo, escritor, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Doutorando pela Universidade Federal de Santa Catarina. Seu trabalho com poesia já lhe rendeu em frutos como a publicação de duas obras, Humanidade e Outros Pensamentos, que inclusive está expostas no Museu da Gente Sergipana, em Aracaju, e 20099002.  

O livro Humanidade e Outros Pensamentos pode ser adquirido por meio do link:

2-      Mauricio Ramon

...

Mauricio Ramon dos Santos Oliveira também é pedagogo, professor, escritor, Doutorando em Gestão Ambiental e mestrando em Ciências da Educação pela Universidade de São Carlos. Sua arte poética também está condensada em três obras: Poesia Poética Impura, Pequenas Verdades Distraídas e Desassosego.

Ambos os livros podem ser adquiridos por meio do link: https://clubedeautores.com.br/book/19891--DESASSOSSEGO?topic=poesia#.WHmY5ubQfIV
  
3-      Assis (Pardal)


...
Francisco de Assis de Souza Morais é formado em Letras e Inglês pela Faculdade Atlântico, em Aracaju-SE, e é professor da rede estadual e municipal de ensino na cidade de Fátima e Cícero Dantas, situadas no estado da Bahia. Sua habilidade com a escrita poética também já lhe rendeu publicações que podem ser encontradas nas duas obras de Douglas Alves, já citadas.

Alguns dos trabalhos com poesia realizados pelo professor Assis podem ser encontrados no blog Caim O Esquecido, disponível por meio do link: http://caimoesquecido.blogspot.com.br/

Novas Sementes da Poesia Fatimense

Além dos escritores já citados, uma nova geração de estudantes fatimenses tem produzidos trabalho poéticos fantásticos que serão demonstrados a seguir:

1-  Meu Mundo Particular

Como posso me sentir pleno?
O que é Sentir?
Talvez seja mentir
Vamos fazer de farrapos o coração
Arriscarmos ao escuro sobre a luz da emoção

Quero ser feliz, mas não sei o que é a felicidade
Talvez seja tudo ilusão
E o que se sente
Sentimento de verdade
Seja arte do cérebro e não do coração

E o tão referenciado coração
Não passa de um músculo que bombeia o sangue
E realmente, quando ele parar de bater
Não haverá mais ritmo para que eu possa dançar e me mexer

Deve ser isso!
O movimento que faz do ser humano imprevisível
São os sons que emanam da alma
Que apaixonam e completam a melodia e a harmonia de um sensível

Talvez o segredo seja não tentar entender
Ouvir a música das batidas do coração
E deixar levar-se pelo acaso que é inimigo do tempo
Contemplando o exagero que é viver
Deixando as pétalas, partes de mim, ao vento...
Autora: Ariuma Correia
...

2-      O ver de um Negro

Eu sou um negro
Eu sou um preto,
Como vocês mesmo dizem,
sociedade racista
Eu sou um preto Que trouxe cultura.

Eu sou um negro;
Um cabra da peste
A procura dos meus direitos
Eu sou eu
Um negro e só quero respeito.
Autor: José Henrique de Jesus
...


3-      Amigo: Um luxo para poucos

Na vida em que temos
Não podemos confiar em qualquer um
Para isso deve-se fazer testes
De amizade, lealdade, de confiabilidade

Devemos estudar
Sem nos importar com o horário
Seja ele todo o tempo livre, diário
De manhã, tarde, noite, em céu claro

A consequência que resultará
Certamente te agradará
A diferença do sucesso pessoal
Se dá pelo seu tempo de ociosidade

Um é oportunista da sociedade
Diz não ter oportunidades
É capaz de apunhalar amizades
Para satisfazer suas vaidades

O outro persiste na mudança de patamar
Pois almeja uma coisa alcançar
O sucesso está a te esperar
Cabe a ele se entregar

O mundo é uma constante variável
Temos que nos adaptar
E as adversidades saber driblar
Gritar no silêncio profundo da alma

Amar e não sentir ciúmes algum
Esforçar-se ao máximo e não se exaustar
Estudar intensivamente
E não assemelhar o conhecimento
Morrer na infinidade de uma vida

Trabalhar absurdamente bem
E não ter reconhecimento
Ficar sóbria estando embriagada
Tentar respirar além da exosfera

Possuir gula ao perder o apetite
Ser ativa quando se está indisposta
Exalar alegria no mais profundo luto

Atingir altas temperaturas climáticas
Na base Russa em Vostok
Fazer de um indivíduo
O qual tens antipatia um aliado
Filosofar quando se é objetiva
Deixar de fazer por medo de falhar

Acusar assiduamente e depois homologar
Deveria ter o mesmo impacto
Quando se confia em uns
Mas sabemos que desses uns
Não salva-se um.
Autora: Ana Maria Costa
...


4-      Dama imprevisível

Todas as vezes que eu a vi passar
Por ruas tortas e sinuosas
A toda falsa simetria que me permite acreditar
Que todos os passos trilhados por mentes curiosas
Estão em busca de razões para em paz descansar

Não tão claro nem tão escuro
Castigados a toda sorte de palavras
Por trás de um rígido e alto muro
Açoitados sobre o que esperam que eles venham a alcançar
Enfeitados com a cruz que um dia pertenceu a um inseguro
Que ensinou aos fracos a necessidade de permanecer a acreditar

Se um dia você for a mim concedida
Certeza eu tenho de que por muito tempo não ficará
Preparo-me para sua despedida
Despreocupado sobre como tudo acabará
Ciente de que a minha única saída
É no acaso continuar a confiar
Autor: Sebastião Matias Reis
...


Sabemos que além desses, existem mais uma infinidade de pessoas na cidade de Fátima que constroem e expressam um conteúdo de qualidade mas que ainda não tem o reconhecimento e a visibilidade merecida. Portanto, no intuito de fomentar a produção artística do município, o Emtelequitoas abre espaço para aqueles que quiserem divulgar seu trabalho e, periodicamente, buscaremos trazer a público mais algumas produções feitas pelo povo fatimense.

Caso você, leitor, tenha interesse em contribuir com o Emtelequitoas e queira divulgar alguma obra artística autoral, deixe seu e-mail nos comentários ou envie uma mensagem para a caixa de contato do blog. Ficaremos felizes em divulgar o seu trabalho e esperamos que ele seja devidamente reconhecido.  



0 comentários :